ótima reuinão com pais

Como fazer uma ótima reunião com pais na escola?

Sempre que tem reunião na escola, nós professores, nos preocupamos em como conseguir que os pais compreendam a importância da educação. Desejamos fazer uma parceria com a família para ajudar aquela criança com dificuldade. Mas como fazer uma ótima reunião com pais, para termos a atenção e compreensão deles?

Organizei algumas dicas que serão úteis para qualquer reunião com pais. Um passo a passo de como montar as reuniões para tornar os pais seus aliados. Falo aqui das reuniões em que convocamos com todo o grupo de pais.

Pra dúvidas em como agir em reuniões individuais com os pais, confira aqui.

Dicas gerais para qualquer reunião:

  • Seja educada e simpática (cumprimente os pais que vão chegando, se certifique que tenha lugar para todos…)
  • Separe uma pequena mensagem para o primeiro momento. O assunto pode ser sobre educação, família ou apenas que traga uma mensagem bonita. Cuide para não pegar mensagens que pareçam uma “lição de como ser melhor pai ou mãe”. Pois o objetivo da mensagem é aproximar os pais e não apontar o dedo no nariz de ninguém.
  • Organize os tópicos importantes que devem ser falados. Escreva uma lista para você.
  • Prepare um material de interação: faça um powerpoint ou uma folha para entregar aos pais.
  • Abra espaço para os pais tirarem suas dúvidas. Mostre-se sempre disposta a ouvi-los, ao não concordar com o que foi colocado, responda de modo educada sempre explicando qual o motivo, de acordo com sua prática, você não concorda com a sugestão dada.
  • Faça uma pequena dinâmica de encerramento. Pode ser algo como resumir a reunião em uma palavra, uma brincadeira para aproximar os pais uns dos outros…

Reuniões de apresentação (início do ano):

O principal objetivo deste momento é os pais conhecerem a professora do seu filho, além da própria professora saber um pouco de como é esse grupo de pais e crianças. Em muitos casos, este é o primeiro contato que os pais tem com a professora. É nessa reunião que eles irão aprender a confiar no seu trabalho. Se esse primeiro contato for positivo, muitos problemas do ano letivo serão amenizados.

Além dos aspectos gerais do tópico anterior é MUITO importante que você:

  • Se apresente. Dê ênfase a sua formação pedagógica e sua prática. Tranquilize os pais que você sabe o que faz. Se ainda tem pouco tempo de experiência, comente mais sobre como está se aprimorando para melhor atender os filho deles.
  • Conte um pouco como é seu modo de trabalhar. Se vai passar tema, com que frequência. Se presa mais a rotina, ou afetividade, ou disciplina… Assim os pais já tem uma ideia do que esperar da sua relação com seus filhos. Seja verdadeira, mas cuide para não ser muito ríspida. Apenas explique por que acha importante trabalhar de tal modo. Aqui também entra qual sua linha teórica: se trabalha com mais jogos, de modo mais tradicional…
  • Entregue material aos pais explicando qual o tipo de apoio que espera deles. Como aspectos importantes da rotina, horário para entrar ou sair. O que trazer na mochila, quando trazer lanche, o que fica na escola durante toda  a semana ou o que vai e volta diariamente.
  • Explique como será a sua rotina com as crianças. Saliente os momentos mais importantes, e explique qual a importância destes. Aqui saliente que é feito muito mais do que os pais veem no caderno, como os jogos e aspectos da rotina.
  • Deixe claro quais os objetivos gerais que é esperado que as crianças alcancem até o fim do ano. Por exemplo, se devem sair alfabetizados, ou não.
  • Abra espaço para os pais tirarem suas dúvidas sobre seu trabalho e a rotina.

Reuniões para entrega de avaliações:

Em reuniões bimestrais ou semestrais para a entrega de avaliações, é comum que os pais cheguem desconfiados. Pois alguns temem que será um momento constrangedor em que será exposto os aspectos negativos de seu filho. Por isso, nessa reunião devemos ter cuidado para sermos acolhedoras e deixar esses pais confortáveis.

O ideal desse tipo de reunião é dividi-la em dois momentos. Um coletivo e outro individual.

Momento coletivo:

  • Faça uma pequena dinâmica de integração ou leia uma mensagem (nada de “como educar, como dar limites…”). Neste momento pode ser entregue algo relacionado a mensagem que tenha tido participação dos filhos na confecção (uma decoração na folha de mensagem, um cartão…)
  • Organize uma pequena exposição dos trabalhos mais interessantes trabalhados, dos jogos confeccionados, painéis de fotos de atividades realizadas.
  • Monte uma apresentação, se possíveis com powerpoint ou entregue uma folha resumida para os pais. Nessa apresentação o principal objetivo é mostrar aos pais o que tem sido realizado em sala de aula para aprimorar a aprendizagem de seu filho. Mostre as atividades e jogos confeccionados e explique quais os objetivos você planejava alcançar com aquele material. Pois a maioria dos pais não sabem por que usamos tais jogos ou fazemos tais atividades. Quando eles compreenderem o monte de aprendizado tem um simples jogo, eles começarão a valorizar o que é feito além do “caderno”.
  • Aproveite para reforçar algumas regras ou combinações coletivas com os pais.

Momento Individual:

  • Aqui é o tempo de falar especificamente do desenvolvimento de cada criança e tirar possíveis dúvidas que os pais tenham.
  • Entregue o parecer da criança, e comente os principais aspectos.
  • Saliente o que de positivo aquela criança alcançou, só depois faça ponderações do que precisa ser melhorado. Aproveite para fazer combinações com os pais e como você e eles podem trabalhar em conjunto para ajudar a criança.

 

Gostaram das dicas? Vamos conversar nos comentários.

 

 

Comments

comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *