Educa Criança
plano de ensino

Como organizar um bom plano de ensino:

      O plano de ensino é o norteador do trabalho pedagógico para o ano todo. Sendo assim, o plano deve ser amplo e genérico. Este representa o trabalho de previsão das atividades para o ano, incluindo sua dependência com os anos anteriores e posteriores, e sua coordenação com outras disciplinas afins ou não, tendo em vista tornar o ensino mais eficiente e com sentido de continuidade.
    Além de possíveis temas e conteúdos a serem trabalhados, os recursos a serem utilizados também devem ser previstos pelo professor no seu plano, antecipando a disponibilidade ou falta de determinados recursos e providenciando a confecção se necessário.
Claro, que durante o ano muitos outros assuntos e recursos podem, e devem, surgir. Assim como alguns podem não ser abordados do modo previamente planejado. Pois como sabemos a educação é dinâmica.
 

Características de um bom plano de ensino:

  •     Coerência: as atividades planejadas devem manter perfeita coesão entre si, de modo que não
    se dispersem em distintas direções; buscando alcançar aos objetivos propostos.
  •         Seqüência: deve-se ter atividades lineares e não deixar nenhuma jogada ao acaso.
  •        Flexibilidade: deve permitir a inserção de temas ocasionais, não previstos que enriqueçam os
    conteúdos por desenvolver, bem como permitir alterações, supressões dos temas
    previstos, de acordo com as necessidades e/ou interesses dos alunos.
  •      Precisão (objetividade): os enunciados devem ser claros, precisos, não deixando margem
    para interpretações dúbias.

Objetivos:

     Os objetivos gerais são amplos e relacionados aos conteúdos e comportamentos que
esperamos que o aluno alcance, servem para esclarecer e definir os diversos
níveis do ensino e determinar a contribuição dos cursos e das disciplinas para a educação.
     Os objetivos específicos são mais simples, concretos, alcançáveis em menor tempo e
estão relacionados aos projetos e panos diários.  Os objetivos devem abranger os conhecimentos
cognitivos, afetivos e psicomotores dos alunos.

Princípios para orientar a formulação dos Objetivos:

1) A determinação dos objetivos deve descrever tanto o tipo de comportamento esperado como o conteúdo ou contexto que esse comportamento se aplica.
2) Devem ser formulados de maneira que fiquem claras as experiências de aprendizagens apropriados para obter esse objetivo.
3) Os objetivos são evolutivos e representam caminhos para serem percorridos, e não pontos finais.
4) Os objetivos devem ser reais, abrangendo só o que é possível fazer com a turma específica e  também na escola.
5) O alcance dos objetivos deve ser suficientemente amplo para compreender todos os tipos de resultados pelos quais a escola é responsável.

Avaliação:

  Fazer uma reflexão para ver quais os objetivos que foram atingidos, bem como maturidade, aprendizagem atual do aluno, motivação, tempo do aluno, situações de ensino, material produzido,
relacionamentos e descobertas.

Compartilhe suas dicas para um bom plano de ensino conosco, deixe um comentário.

Abraços, Shana Conzatti.

Recebas as novidades de atividades, projetos e brindes em seu e-mail, se inscreva em nossa Newsletter!

http://educacrianca.com.br/lojinha/

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: