Educa Criança
mordida não

Projeto: Beijinho sim, mordida não!

A faixa etária dos 0 até uns 3 anos é a mais comum de ocorrer situações que envolvam mordidas as quais causam transtornos para as crianças, pais e professores. Trago um projeto e dicas que podem auxiliar nesse momento.

Dicas para evitar mordidas entre as crianças:

No início da vida as crianças ainda estão compreendendo as regras e também sobre as ações de seus atos, normalmente a criança que morde o faz por não saber resolver conflitos ainda através da fala. A criança quer um brinquedo que o outro está segurando, então ela morde o colega para esse soltar o brinquedo e ela conseguir o quê deseja.

Sempre que perceber que uma criança faz a menção de morder outra criança, intervenha impedindo que isso aconteça. Segure a criança que iria morder e lhe diga com firmeza que não é pra fazer isso, então a ajude a resolver de outro modo.

Mas as crianças são rápidas e nem sempre é possível impedir que uma mordida ocorra. Nesse caso seja firme com a criança que mordeu, sem gritar, mostre para ela que ela machucou o colega e faça-a pedir desculpa e ajudar passando pomada ou gelo. Muitas vezes perceber que machucaram o colega pode diminuir esse comportamento.

Se mesmo depois de mostrar que machuca a criança continua a morder os colegas, utilize estratégias mais firmes com essas crianças. Estabeleça regras de que quando a criança morder será separada das outras crianças, por poucos minutos, sendo tirada da brincadeira para essa criança perceber que ao morder perde algo que gosta. Pois nem sempre só ajudar o coleguinha machucado faz efeito para todas as crianças. E por mais que compreendemos que morder faz parte dessa faixa etária, não podemos deixar o comportamento ficar se repetindo. E a criança mesmo sendo pequena, terá que aprender que aquilo não é para ser feito.

Projeto: Beijinho, sim. Mordidas, Não!

Objetivos: 

Auxiliar as crianças a compreenderem que morder não é o melhor modo de agir.

Atividade 1: 

Sente com as criança na roda e conte uma história sobre a temática mordidas. Sugiro o livro digital Mordida não, Napoleão (baixe aqui).  Após a história converse sobre por que morder não é legal, enfoque que machuca e que deixa todos tristes. As crianças podem contar situações em que foram mordidas por outras crianças ou animais e como elas se sentiram. Como são crianças pequenas vá fazendo perguntas que as ajudem a encontrarem a continuidade do relado.

Atividade 2:

Confeccione uma boca grande com material reciclado e mostre os dentes para a crianças. Fale para que serve a boca, comente sobre como nossos dentes servem para triturar os alimentos. Entregue toalhas para as crianças e deixe-as morderem as toalhas, mostre que fica as marcas dos dentes e reforce que no colega machuca. Deixe as crianças irem até a boca gigante e brincar, quando elas fazem de conta que foram mordidas entre na fantasia e mostre sua preocupação e diga para a “boca” como aquele comportamento foi errado.

Entregue uma folha para as crianças com uma boca e deixe que colem pedacinhos de papel branco ou isopor para serem os seus dentinhos. Reforce para o quê a boca serve: beijar, comer comida, falar…

Atividade 3:

Proponha brincadeiras com bonecas ou bichinhos de pelúcia, no qual as crianças precisam cuidar desses por estarem machucados ou doentes. Deixe que colem esparadrapos e enrolem faixas, façam de conta que colocam gelo. Use essa brincadeira para ensinar o cuidado. Incentive que as crianças beijem as bonecas e as consolem durante a brincadeira.

Atividade 4:

Traga imagens de crianças e pessoas felizes se abraçando ou com beijos nas bochechas. Mostre as imagens e pergunte se as crianças gostam de serem abraçadas e beijadas. Faça uma roda com as crianças e convide que uma por vez beije e abrace seu coleguinha. Volte a conversar sobre como beijar é melhor do que morder.

Cole as imagens de carinho em um cartaz. Sempre que uma criança for iniciar o processo de morder, relembre-a do cartaz e a convença a abraçar o colega. Ou a ajude a conversar para resolver os conflitos com a outra criança.

Essas atividades podem ser feitas com frequência para relembrar as crianças a não morderem, pois estarão aprendendo outro modo de se relacionarem.

Confira nosso Guia da Educação Infantil com muitas dicas sobre o cotidiano escolar como lidar com indisciplina, adaptação, rotina, planejamento… AQUI.

Abraços, Shana Conzatti.

Receba as novidades, atividades e sorteios em seu e-mail:

https://www.planosdeaulaeprojetos.com.br/

comentários

Deixe um comentário:

%d blogueiros gostam disto: